sábado, 26 de abril de 2014

Aula 15 - Fruto do Espírito Santo

Aula 15 – Fruto do Espírito Santo



Texto Bíblico:
Mas o fruto do Espírito é: o amor, a alegria, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade, a mansidão, o domínio próprio; contra estas coisas não há lei. (Gálatas 5:22-23).

Objetivos:
Estamos no trimestre do Batismo no Espirito Santo. Portanto, precisamos ajudar nossas crianças e juniores a entenderem como o Espirito Santo age nas nossas vidas. Uma das maneiras está explicado no Livro de Galátas. Perceba que no capitulo 5 e no versículo está dizendo que o  fruto está no singular (não é "frutos"). Pense em cada virtude como o segmento individual de uma laranja ou uma uva com cacho. Quando nos submetemos ao Espírito, esse fruto se desenvolve mais plenamente. As nove qualidades são o resultado normal da vida do Espírito Santo no salvo.
Não esqueça de relacionar com a segunda doutrina da nossa Igreja!


Vamos estudar?
Falar sobre os Frutos do Espírito Santo é muito importante para quem trabalha com o evangelismo infantil, a criança começa a aprender a diferença entre as coisas que agradam a Deus e aquelas que não agradam e vê a diferença entre o agir guiado pelo Espírito Santo e o agir por impulso da carne. Os frutos do Espírito Santo são virtudes e qualidades que devem ser encontradas no caráter de um verdadeiro cristão, a Bíblia menciona nove frutos que são qualidades encontradas na vida de Jesus e que são colocadas em nossa vida pelo Espírito de Deus, pessoas que deixam o Espírito dominar suas vidas são um solo fértil para crescimento da Palavra de Deus, são diferenciais no mundo e principalmente granjeiam o Reino dos Céus.


Gálatas 5:19-23 "Ora, as obras da carne são manifestas, as quais são: a prostituição, a impureza, a lascívia, a idolatria, a feitiçaria, as inimizades, as contendas, os ciúmes, as iras, as facções, as dissensões, os partidos, as invejas, as bebedices, as orgias, e coisas semelhantes a estas, contra as quais vos previno, como já antes vos preveni, que os que tais coisas praticam não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade, a mansidão, o domínio próprio; contra estas coisas não há lei."


Amor - "O amor é paciente, é benigno, o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz incovenientemente, não procura seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta." (1 Coríntios 13: 4-7)

Alegria - "Portanto não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força. "(Neemias 8:10)

Paz - "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize." (João 14:27)

Longanimidade - Ser longânimo é ser paciente: "Sabendo que a aprovação da vossa fé produz perseverança." (Tiago 1:2)

Benignade - Ser benigno é ser bom de coração, é o fruto do Espírito com o qual ajudamos nossos irmãos: "O homem bondoso faz bem à sua própria alma; mas o cruel faz mal a si mesmo." (Provérbios 11:17)

Bondade - "Pois o fruto da luz está em toda a bondade, e justiça e verdade". (Efésios 5:9)

Fidelidade - "Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam." (Hebreus 11:6)

Mansidão - "Bem -aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra." (Mateus 5:5)

Domínio- Próprio - "E vós também, pondo nisto mesmo toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude, e à virtude a ciência. E à ciência a temperança, e à temperança a paciência, e à paciência a piedade." (2Pedro 1:5-6)

Explicando para as crianças:
O Fruto do Espírito Santo
Amiguinhos, Deus nos ensina em um livro da Bíblia chamado Gálatas algo muito importante sobre o Espírito Santo. Está escrito neste livro que nós devemos fazer a vontade de Deus e nunca fazer a nossa vontade.
As vontades humanas são: inimizades, ciúmes, confusão, desobediência, brigas, egoísmo... e tudo isso são pecados. Sabe turma, o pecado sempre irá desagradar a Deus e as pessoas que vivem na prática dessas coisas não poderão morar no céu, pois o pecado é contrário ao que Deus deseja para nós. A vontade humana, ou seja, a vontade da carne, sempre desagrada a Deus.
Às vezes a criança assiste às aulinhas da EBI, mas continua se comportando mal, pois desobedece aos pais, bate, xinga, enfim, faz muitas coisas erradas e, agindo assim, agrada ao mal. Para que possamos agradar a Deus e não fazer a nossa vontade, nós devemos ter o Espírito Santo, pois quando temos o fruto do Espírito fica mais fácil vencer a nossa vontade. Vocês sabem
que fruto é esse? Estou falando do amor, da alegria, da paz, da paciência, da benignidade, da bondade, da fidelidade, da mansidão, e do domínio próprio. Deus deseja nos encher desse fruto; porém, para isso, devemos ser obedientes a Ele.
Imaginem se as goiabas nascessem em uma mangueira! Impossível, não é verdade? Da mangueira nascem mangas.
Nós somos de Deus, e por isso devemos ter o fruto do Espírito Santo.
Existem pessoas que dizem que são de Deus, porém mentem, falam palavrões, desobedecem.Crianças, o Espírito Santo vê tudo, conhece os nossos pensamentos e sabe o que há dentro de nosso coração, pois Ele é onisciente. Além disso, o Espírito Santo é onipresente, pois pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo, e é onipotente, ou seja, é todo-poderoso e pode fazer milagres em nossa vida.
O Espírito de Deus conhece muito bem aqueles que são Dele. Ele deseja estar juntinho daqueles que O amam de verdade e obedecem à sua Palavra. O Espírito Santo deseja nos ajudar, ensinar e cuidar de nós nos momentos difíceis.



Vídeo:

Indico o vídeo do link abaixo, que conta a história do Coelho e da Tartaruga, adaptada com o Fruto do Espírito Santo. (Sugestão de fazer um cineminha com direito a pipoca!)




Fontes:
http://pastoreandokids.blogspot.com.br
http://blogtiale.blogspot.com.br/
http://www.escoladominical.net/
http://jorgianecarvalho.blogspot.com.br/
http://www.apec.net.br/
http://miriangalli.blogspot.com/
http://historiasdasementinha.blogspot.com.br/2012/05/frutos-do-espirito-santo.html
http://blogdaebi.blogspot.com.br/2013/04/unidade-2-o-fruto-do-espirito-santo.html
http://ministeriojosanches.blogspot.com.br/
Relacionando com a Segunda Doutrina!

Rosto do LEÃO:
Contemplamos o Batizador poderoso com o Espírito Santo e com Fogo.

JESUS CRISTO, O BATIZADOR NO ESPÍRITO SANTO
Jesus Cristo como Batizador no Espírito Santo é tipificado no ROSTO DE LEÃO.
Temos o seguinte esboço para o estudo desta doutrina:
A . O “rosto de leão” = Jesus Cristo o Batizador no Espírito Santo.
B . Evangelho = JOÃO
C . Como apresenta Jesus = Como “Filho de Deus”
D . Símbolo do Batismo no Espírito Santo = Pomba
E . Cor simbólica na bandeira = Ouro (amarela)

A . O segundo rosto que Ezequiel viu foi o “ROSTO DE LEÃO” representando Jesus Cristo como Batizador no Espírito Santo. Quando lemos na Palavra de Deus que Sansão, Davi e Benaia mataram um leão (Juízes 14:5-6, I Samuel 17:34-36, II Samuel 23:20), sempre pensamos que pessoas muito valentes; isto porque o leão é símbolo de força e poder. O primeiro e o último livro da Bíblia falam de Jesus como leão. A profecia “Judá é um leãozinho” (Gên. 49:9) é referente a Jesus, que viria da tribo de judá. Será cumprida ainda no futuro, como lemos no último livro da Bíblia:
“E disse-me dos anciões: Não chores, eis aqui o Leão da tribo de Judá, a raiz de Davi, que venceu para abrir e desatar os sete selos”. (Ap. 5:5)
Este Leão que disse: “É me dado todo o poder no céu e na terra” (Mat. 28:18), foi reconhecido por João Batista como o Batizador no Espírito Santo: ” … Aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu… Ele vos batizará com o Espírito Santo…” (Mat. 3:11).
Nos últimos dias do seu ministério Jesus disse: “… Convém que eu vá, porque se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas se eu for enviar-vo-lo-ei”. (João 16:7).
Pouco antes de Sua ascensão, Jesus disse: ” …na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo não muito depois destes dias”. (Atos 1:5) Jesus considerou tão importante o Batismo no Espírito Santo que ordenou aos Seus discípulos: “Ficai, porém, na cidade de Jerusalém até que do alto sejais revestidos de PODER”, (Lucas 24:49)
Esta promessa concretizou-se no Dia de Pentecostes. Vejamos o relato em Atos 2:1-4. “E cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; e de repente veio do céu um som, como de um vento veemente impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem”. Está ainda de pé a mesma promessa? Sim; “Porque a promessa voz diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar”. (Atos 2:38-39)
Esta preciosa promessa tornou-se realidade desde os tempos apostólicos. Vejamos os acontecimentos em Samaria, Cesaréia e Éfeso:
Um ano após o Pentecostes, em Samaria, os samaritanos “receberam o Espírito Santo”. (Atos 8:1-24). O falarem línguas como manifestação do Espírito é evidente, porque Simão, o mágico, ofereceu dinheiro pelo poder de transmitir este dom manifestado diante de seus olhos.
Oito anos depois do Pentecostes (Atos 10:1-48), em Cesaréia, Cornélio, um gentio, com “muitos que ali se haviam ajuntado”, estavam ouvindo as palavras de Pedro, quando caiu o Espírito Santo sobre eles e”… todos quantos tinham vindo com Pedro maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios… Porque os ouviam falar línguas, e magnificar a Deus”. (Atos 10:44-46).
Vinte anos depois do Dia de Pentecostes (Atos 19:1-6), em Éfeso, veio o Espírito Santo sobre uns doze varões que estavam ouvindo a palavra de Paulo, e “falavam línguas e profetizavam”… (Atos 19:6).

B. O EVANGELHO de João apresenta Jesus, o Batizador “que batiza com o Espírito Santo”. (João 1:32-33).
C. João apresenta Jesus, o Batizador, como “FILHO DE DEUS” e afirma: “Estes, porém foram escritos para que creias que Jesus é o Cristo, o FILHO DE DEUS”. (João 20:31). Seu Evangelho foi escrito para os crentes de todas as raças, línguas e tribos. João não apresenta a origem humana de Jesus, mas abre o seu Evangelho com a afirmação positiva de Sua divindade. “No princípio era o Verbo… e Verbo era Deus”. (João 1:1).
O próprio Jesus identificou-se com o Pai: “… dizia que Deus era Seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus”. (João 5:18). Aceitou-se a exclamação de Tomé, “Senhor meu, e Deus meu!” (João 20:28). Afirmou Sua eternidade: “Antes que Abraão existisse, EU SOU”. (João 8:58).
D. O Símbolo do Batismo no Espírito Santo é a POMBA. (Mat. 3:16).
E. Este aspecto do Evangelho Quadrangular está simbolizado na bandeira pela cor de ouro, tipificando o fogo celestial do Espírito Santo.


Atividades:






































Um comentário: